5 DICAS PARA DESENVOLVER A FALA DO BEBÊ

0
458
Fala do bebê
5 DICAS PARA DESENVOLVER A FALA DO BEBÊ
5 (100%) 4 votes

Passados os primeiros meses após o nascimento, uma das maiores expectativas que os pais têm é em relação à fala do bebê. Afinal de contas, ouvir a primeira “palavra” do pequenino é um momento único, de emoção e alegria, não é verdade?

De acordo com a fonoaudióloga Debora Befi-Lopes, ex-presidente e ex-diretora científica da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, normalmente, os bebês começam a expressar as primeiras sílabas a partir dos 6 meses, e com 1 aninho já é possível que saia o tão esperado “papai” ou “mamãe”.

É claro que há de considerar o fato de que cada criança tem o seu próprio tempo, no entanto, se até os 2 anos nada for pronunciado, procure ajuda profissional. Para evitar que isso ocorra, é preciso compreender, antes de mais nada, que o desenvolvimento da linguagem é um processo que precisa ser estimulado.

Pensando nisso, elaboramos este artigo com 5 dicas para desenvolver a fala do bebê! O legal é que tudo pode ser feito como forma de diversão. Quer saber mais? Então continue a leitura e confira!

1. Converse com a criança

Para começar, converse bastante com o seu pequeno, não se esqueça disso. Tenha em mente que para aprender a se comunicar o bebê precisa primeiramente assimilar as palavras, algo que só acontecerá por meio da audição. 

Quanto mais você falar com ele, melhor, até porque, o desenvolver da habilidade em reproduzir os sons depende disso, sem contar que esse “bate-papo” é uma fonte de novas palavras. 

Aqui, não há segredo algum, basta aproveitar as ocasiões em que vocês estão juntos. Uma dica é descrever as situações que estão acontecendo no momento: mencione os objetos, o que você está fazendo ou prestes a fazer, por exemplo. 

2. Conte historinhas 

Outra forma de estimular o desenvolvimento da fala do bebê é contando historinhas. Nesse caso, os livros infantis serão uma ótima pedida, especialmente os que possuem figuras e desenhos mais grandes (aponte para eles enquanto fala). 

Quando você estiver lendo, procure dar emoção aos elementos da história: imite o “au au” do cachorro, o barulho da buzina e qualquer outro som que possa despertar o interesse da criança.  

Além disso, você também pode contar como foi o seu dia, o que fez e os lugares que visitou, por exemplo. O importante é captar a atenção do pequenino, pois isso o ajudará a desenvolver seu vocabulário

3. Cante para o bebê

Quem é que não gosta de ouvir uma boa música? Pois então, os bebês também gostam, mesmo que você não seja uma cantora das mais talentosas.  

Brincadeiras à parte, entenda que as rimas e repetições das canções, juntas ao ato de cantar auxiliam na memorização das palavras, um fator de extrema importância quando o assunto se refere à fala do bebê. 

4. Crie oportunidades para o bebê falar

Conversar, contar historinhas e cantar para o bebê certamente ajudarão no processo, mas para otimizá-lo será preciso criar oportunidades para que ele fale. E como fazer isso? Muito simples, basta apenas incentivá-lo a falar.   

Ao estar conversando com o seu filhinho, formule perguntas para que ele responda: “você quer um pedacinho de banana?”, “o que você quer comer, maçã, uva ou melancia?”. Enfim, o estimule a pronunciar as palavras! Nesse aspecto, não responda as perguntas por ele, já que assim você estaria facilitando o desafio. 

Do mesmo modo, se a criança apontar para um objeto demonstrando querer obtê-lo, peça a ela: “você quer brincar com isso”? Caso ela dê a entender que sim, fale: “então vamos brincar com tal objeto”, entendido? A ideia nesse caso é verbalizar o que o bebê deseja.  

5. Mostre interesse pela fala do bebê

Por último, mostre interesse pela fala do bebê, isso o fará se sentir seguro para soltar as primeiras palavrinhas. Quando ele estiver tentando falar algo, mantenha seus olhos em contato com os olhos dele para passar a impressão que você quer ouvi-lo (e na verdade quer).

Como você viu, não há mistérios ou dificuldades em relação a essa dicas, já que elas fazem parte da própria rotina de mãe e filho. Essa fase ainda primária da maternidade é uma das mais especiais, disso não há como discordar. Ver a criança aprendendo a se comunicar é de encher os olhos!

O que achou deste artigo sobre a fala do bebê? Gostou? Então não deixe de conferir as vantagens e desvantagens do uso da chupeta