COMO PREPARAR A CRIANÇA PARA A CHEGADA DO IRMÃOZINHO

0
160
chegada do irmãozinho
COMO PREPARAR A CRIANÇA PARA A CHEGADA DO IRMÃOZINHO
5 (100%) 5 votes

Está preocupada e um tanto quanto ansiosa em relação a como o seu filho mais velho se comportará com a chegada do irmãozinho? Para muitas mulheres, a segunda gravidez é uma fase que costuma ser acompanhada por sentimentos imprecisos: felicidade por ter um novo bebê, e um pouco de tristeza pelo fato de que o primogênito não receberá mais a mesma atenção de até então.

Em vista disso, é natural que essa mudança de rotina gere um certo ciúme e uma sensação de abandono. Afinal de contas, como num passe de mágica, a criança será “obrigada” a compartilhar a atenção e os cuidados que antes eram somente seus.

No entanto, há algumas atitudes que podem lhe ajudar a lidar com essa situação de forma mais positiva. E é justamente isso que vamos abordar neste artigo, por isso, continue aqui conosco e veja como preparar seu filho para a chegada do irmãozinho. Não perca a leitura, confira!

Permita que a criança participe da gravidez

A primeira dica e muito importante é permitir que a criança participe da sua gravidez. E o que isso quer dizer nesse caso? Aqui, procure envolvê-la nos preparativos que envolvem a vinda do pequenino.

Em outras palavras, peça sua opinião no que diz respeito à montagem do enxoval ou até mesmo à escolha do nome. Além disso, quando possível leve-a para ver o irmãozinho através do ultrassom.

Ainda, não se esqueça de convidar o seu filho para interagir com o bebê, isso mesmo que você ouviu. Nesse sentido, o incentive a fazer carinho na sua barriga e a “falar” com ele.

Envolva o filho mais velho nas visitas ao recém-nascido

Ao receber as visitas para conhecerem o recém-nascido, observe como o filho mais velho reagirá diante disso. Em alguns casos, é possível que ele se encolha em algum canto ou apresente algum tipo de comportamento para conseguir a sua atenção.

Por isso, o envolva nas visitas. Mas como, você deve estar se perguntando, certo? Pois bem, uma dica interessante é expressar o quão importante ele está sendo. Diga, por exemplo, que ele está lhe ajudando a cuidar do bebê: o objetivo aqui é não deixá-lo de lado.

Reserve um tempo para o filho mais velho

Pense bem: você gostaria de perder a atenção de uma pessoa que lhe é importante? Então, a criança muito menos, principalmente quando essa pessoa é sua mãe. Assim sendo, lembre-se de reservar parte do seu tempo unicamente para o filho mais velho.

Na maiorias das vezes, os comportamentos adversos são motivados pela insegurança e pela sensação de abandono, sentimentos que podem ser evitados com uma boa dose de atenção diária.

As demandas da maternidade para uma mãe com dois filhos pequenos são enormes, por isso, peça ajuda ao pai, ao tios ou aos avós, nem que for apenas para segurar o pequenino no colo enquanto você se dedica ao mais velho.

Converse com a criança sobre a sua importância na família

Outra atitude que você deve ter em relação à chegada do irmãozinho é conversar com o seu filho sobre a sua importância na família. Deixe claro que seu lugar continua o mesmo, com a vantagem de que agora ele ganhou um novo amiguinho.

Diga que por ser o irmão mais velho, ele poderá ensinar ao mais pequeno tudo o que quiser, e que também deverá lhe ajudar a protegê-lo: mostre a ele que ser o mais velho é motivo para se orgulhar.

Não faça grandes mudanças na rotina do filho mais velho

Tão importante quanto a tudo o que já foi falado até aqui está a rotina da criança. Nesse aspecto, evite fazer mudanças bruscas após a chegada do irmãozinho. O desfralde, a retirada da chupeta, a ida do berço para a cama, a entrada em uma escolinha, enfim, procure não fazer com que o filho mais velho tenha que se adaptar a situações que possam causar estresse.

Dessa maneira, você evita que essas mudanças sejam associadas à perda de atenção para o pequenino, por exemplo. Se for fazê-las, espere para o momento em que a criança já esteja mais adaptada ao novo roteiro familiar, ok?

Aproxime seu filho dos cuidados com o bebê

Por último, aproxime seu filho dos cuidados com o bebê: peça para ele escolher uma roupinha, pegar a fralda, ajudar a dar banho etc. O legal é que esses momentos costumam ser bastante descontraídos, uma ótima oportunidade para fortalecer o elo de ligação entre os dois.

Além disso, ele verá o quão frágil o irmãozinho é, o que o fará entender melhor porque você precisa dar tanta atenção ao recém-nascido.

Para concluir, compreenda que aparentemente algumas crianças não demonstram suas preocupações com a chegada do irmãozinho, sobretudo as que já são um pouco mais grandinhas. Contudo, esse período tende a afetar a todas, uma mais e outras menos.

De qualquer modo, é importante ter em mente que essa etapa será muito exigente, por isso, acima de tudo, tenha paciência e compreensão com o filho mais velho para evitar que ele se sinta ainda mais excluído.

Mostre a ele o quanto você o ama e dê a entender que você sabe e respeita o que ele está sentindo. Nesse momento, a criança precisa ter a certeza de que a mãe ainda se importa com ela.

Esperamos que este artigo lhe ajude a preparar o filho mais velho para a chegada do irmãozinho. Se você gostou e quer ficar por dentro de outros assuntos sobre a maternidade, assine a nossa newsletter agora mesmo e receba os melhores conteúdos diretamente em seu e-mail!